sábado, 24 de dezembro de 2016

Jesus Cristo é um pai d'égua

Leonardo Sampaio
Ô anozim carregado,
esse Dois Mil e Dezesseis.

Logo de cara,
começa com a presidenta eleita,
sem poder, para governar.

Era futrica pra todo lado.

Um congresso corrupto,
todim eleito pelo povo
das quebras dos Sertões,
dos bairros e favelas
Ribeirinhos, Parafinas
Tribos e quilombolas.

Por outro lado,
uma classe média carcomida,
uma burguesia pilantra,
Corrupta  e corruptora,
Uma justiça seletiva,
como sempre foi.
Antes, só contra preto e pobre
Agora no campo político,
pra derrubar a presidenta,
ela, uma pessoa séria e honesta,
que não se dobrou às negociatas corruptivas.
Razão para o golpe midiático, judiciário, empresarial e parlamentar.
Se armaram e tiraram-na da presidência.

Era apenas mais uma intervenção estrangeira no Brasil,
e a burguesia colonialista, escravocrata, retoma o poder.
Sem voto.
Não admitem uma política econômica que beneficie os mais humildes.
Consideram gastos,
e não investimentos, na qualidade de vida
da pessoa humana, sofrida,
e com direitos negados.

O golpe instalou-se.
Motivo?
Reinstalar o Brasil Colônia, escravocrata,
com os interesses internacionais,
no mercado brasileiro.
Venda do Pré-sal, a empresas Norte Americana.

A constituição foi rasgada.
Os verdadeiros corruptos, assumem o poder,
as panelas cheias se calaram contra a corrupção.

São classe média arrogante, racista e homofóbica,
querem apenas o poder,
para estarem junto a classe política empresarial.
São os buchas da classe burguesa.

Ainda veio uma eleição municipal,
carregada de ódio,
com mais um jogo da burguesia,
botando pobre contra pobre,
mentindo, com cara de anjos,
para se fortalecerem nos municípios,
e darem outro golpe em 2018.
Com eleição indireta, essa é a meta.
Ô raça rui! Mas só cai na conversa quem é besta.

Eles falam num deus, que só serve pra eles.
Não conhecem o Menino Jesus,
apenas Papai Noel.

Detestam Jesus Cristo,
porque escolheu os pobres,
e foi muito claro, de que lado estava:
“É mais fácil um Camelo passar no buraco de uma agulha,
do que um rico entrar no Reino do Céu”.
“Ai de vós, que acumula riqueza, sobre riqueza”.
Esse Cristo é um pai d’ égua!!!
É um cabra arretado, desembuchado,
não abriu mão de suas convicções,
nem quando foi preso e torturado até a morte,
Ele fez foi ressuscitar e disse tô aqui de novo,
sou a verdade e a vida.
Por isso que eu gosto desse cabra réi,
que veio para libertar os pobres
e discatitar os poderosos,
com o Reino de Deus,
de justiça, amor e fraternidade
e ainda, reconstruir uma nova terra,
um novo mar,
um novo homem,
uma nova mulher,
que se amem
e amem tudo que Deus criou,
preservando a natureza, o planeta,
e a vida acima de tudo,
e assim eu digo.
Um feliz Natal e Ano Novo de confraternização,
interação, inclusão e muito amor, na mente e
no coração.

Até 2017.

20/12/2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Garrafa Pet, recicla plástico

 Leonardo Sampaio

Respeito a natureza
E a biodiversidade
É obrigação de todo mundo
Pra vida ter qualidade
Sem agressão a Casa Comum
Nem capitalismo nenhum
Ou qualquer sociedade.

Consciência ecológica
É uma coisa obrigatória
Conservar todo planeta
Já será uma grande glória
Reciclar é necessário
Tornar de novo utilitário
Construindo nova história.

O projeto a apresentar
O plástico é armazenado
Dentro de garrafa pet
Para não ser mais jogado
Em terreno baldio ou lixão
Onde o mosquito papão
É produzido e criado.

O benefício é imenso
O planeta vai ganhar
Se o plástico for guardado
A natureza vai vigorar
A terra não será poluída
Doenças serão diminuídas
E a vida vai melhorar.
 
Se o plástico na cozinha
E também na sua empresa
For na pet engarrafado
Vai trazer outra riqueza
Com nova utilização
Em jardim ou construção
Dando vida a natureza.

Dentro da residência
Também precisa cuidar
Nenhum plástico na rua
Todos precisam guardar
Dentro da garrafa Pet
Nem que chova canivete
Plástico é pra reciclar.

Se toda escola fizer
Reciclagem na cozinha
E no recreio das crianças
Com o saco de farinha
Sal, xilito ou macarrão
Arroz, biscoito ou feijão
É a educação que caminha.

Se a reciclagem for feita
O projeto ficará
Definitivo na terra
Se todo mundo encarar
E engarrafar seu  plástico
O mundo será fantástico
E o planeta agradecerá.

O plástico de petróleo
Tem uma longa duração
400 anos é o tempo
De sua vida pelo chão
Para se deteriorar
E se eu e você agregar
Mudará a destinação.

É só juntar o que tem
De plástico que você ver
Soque dentro da garrafa
Veja o que vai acontecer
Ficam todas coloridas
E se deixar unidas
Seu jardim dá pra fazer.

Depois que estiver cheia
Faz paredes e jardins
Tirando da natureza
Dando a eles outros fins
Com atividades afins
Produzindo outra beleza.

Só depende de você
E da sua boa vontade
Seja na escola ou trabalho
Mude essa realidade
Se organize lá no campo
Segure bem o trampo
Faça mudar sua cidade.

É uma ação de formiguinha
Parece não render nada
A cada garrafa cheia
É uma sensação danada
De realizar grande missão
Dá logo a satisfação
De cumprir uma jornada.

Acredite que vai dá certo
Junte plástico todo dia
Na cozinha e no trabalho
Recicle tudo com alegria
Colabore com a limpeza
Preservando a natureza
Sendo a Pet a sua guia.

O apelo de todo planeta
É sempre muito gritante
Devido ao bicho homem
Que se acha como gigante
Produz plástico sem limite
Que muita doença transmite
E a agressão é impactante.

Se todas as pessoas reagirem
E fizerem a sua parte
Tirando plástico e Pet
E transformando em arte
Com projetos sustentáveis
E pessoas mais amáveis
Levantando o estandarte.

Faça limpeza na mente
Na alma e no coração
Se apegue a divindade
Tenha atitude e ação
Conclame lá na Igreja
Para que o fiel proteja
A vida e a preservação.

Do meu lixo cuido eu
E do planeta todos nós
Se ele é a Casa Comum
A proteção está em min e em voes
Pra se cuidar da mãe terra
A Pet não se enterra
Faz jardim de girassóis.

Faça em suas orações
Profundas reflexões
Sobre o meio ambiente
Quais são minhas obrigações
 Com o que Deus criou
E o homem a transformou
Promovendo destruições.

No Gênese Deus já disse
Fez tudo com muito cuidado
A cada coisa que ele criou
Deu função e foi juntado
Cada um em seu lugar
Para o homem preservar
Conforme foi criado.

Os estudos científicos
Estão colaborando
Para o seu conhecimento
E os livros estão ensinando
Que cuidar do meio ambiente
Tem que ser permanente
O tempo todo cuidando.

E o plástico engarrafado
É um grande instrumento
De cuidado com o ambiente
Nunca mais ele vai ao vento
Vai estar muito seguro
É isso que ti asseguro
Com o tipo de invento.

Agora pra completar
Proponho o encerramento
Promovendo a gratidão
Com todo esse intento
De sermos mais consciente
Cuidando do ambiente
Com muito entendimento.

10/12/2016

Dia dos direitos humanos.